Seu filho apresenta algum risco de saúde devido ao uso das tecnologias digitais?

Atualizado: 25 de Jan de 2019




Uma das questões mais contemporâneas no mundo da infância e adolescência é conhecer o impacto das tecnologias digitais na saúde da população pediátrica. Qual seria o limite de uso das telas de celulares? Como orientar seu filho a respeito de seu comportamento na internet? Quais são os riscos para a saúde caso o adolescente apresente um uso excessivo das tecnologias?


Estas são algumas das perguntas que a Sociedade Brasileira de Pediatria reflete com o lançamento do manual de orientação sobre a “Saúde de Crianças e Adolescentes na Era Digital”. O documento foi inspirado em estudos e recomendações internacionais. Entre as consequências do uso excessivo da tecnologia, estão o aumento da ansiedade, a dificuldade de estabelecer relações sociais, o estímulo à sexualização precoce, a adesão ao cyberbullying, o comportamento violento ou agressivo, os transtornos de sono e de alimentação, o baixo rendimento escolar, as lesões por esforço repetitivo e a exposição precoce a drogas, entre outros.



"Existem benefícios e prejuízos advindos dessas tecnologias. O desafio é saber usá-las na dose certa."

Dra. Luciana Rodrigues da Silva - presidente da SBP



Conversar sobre as regras de uso da internet, sobre o nível de segurança e privacidade e sobre nunca compartilhar senhas, fotos ou informações pessoais ou se expor a pessoas desconhecidas, também fazem parte das recomendações do manual de orientação sobre a “Saúde de Crianças e Adolescentes na Era Digital”. Conheça mais sobre este manual no link abaixo. Você poderá ter acesso na integra ao manual para esclarecer as suas dúvidas.




Saiba mais